Como podemos ressignificar a criação e gestão de marcas dando mais autonomia para as pessoas? Foi tentando responder essa pergunta que o The Ugly Lab nasceu. Somos um laboratório de inovação e aprendizagem com foco na abordagem learning-by-doing. Ajudamos pessoas fodas como você no desenvolvimento de marcas através da pesquisa, criação e curadoria de ferramentas que causam impacto positivo em seus negócios e no desenvolvimento da sua formação profissional. Nossos métodos são um convite para atividades experienciais, permitindo o descobrir e a auto-avaliação, com melhorias significativas do senso crítico e colaborativo.


Nossos métodos são um convite para atividades experienciais, permitindo o descobrir e a auto-avaliação, com melhorias significativas do senso crítico e colaborativo.


Nosso Código de Cultura:
 

1- Fuck your Ego - Tudo precisa ser desafiado, inclusive nós mesmos.

Prêmios? Receber aquele like bacana e ganhar aquele afago no ego? Not Today Satan. Não defendemos que seja fácil mudar o mindset crítico e egóico para um mindset fazedor e social, mas fortalecemos a ideia de que desligar a lente que procura defeitos e ativar a lente que busca soluções coletivas é a melhor maneira de se distanciar da porra do seu ego. Porém, para isso acontecer, todos os seus diferentes eus precisam ser desafiados.


2 - Kick Ass - Nenhum caminho deve permanecer bloqueado.

Sempre nos deparamos com problemas espinhosos e multidimensionais não é? Dá aquele pânico inicial porque sabemos que é uma puta tarefa árdua, e de verdade, muitas vezes esses problemas são criados por nós mesmos, por insegurança, ansiedade e até mesmo preguiça. Isso acontece porque toda adversidade complexa está viva e é mutável, ela se conecta com todos os contextos possíveis. Por isso, a gente luta diariamente para pensar em como desbloquear caminhos que ressignificam o senso real de urgência.


3 - Do Epic Shit - Errar é uma etapa do processo de evolução.

Você tem permissão para falhar? Aqui, no The Ugly Lab, a gente aprende com nossos erros. E de verdade, foi um montão de cagada! Mas carregamos isso como nossa inspiração diária, afinal, descobrimos centenas de formas de como não criar processos, ferramentas e métodos. Entendemos que qualquer coisa que fosse criada por nós seria um convite ao erro, e de verdade, tudo bem. Não podemos esquecer que ter liberdade para falhar é um dos pilares para a construção de qualquer ideia.


4 - Chaos is Everything - Acreditamos no caos como origem da criatividade.

Mergulhar no caos para buscar uma explosão de energia criativa!? Com certeza. Nem sempre pessoas organizadas e equilibradas são sinônimo de criatividade, falamos por experiência própria. Precisamos fortalecer esse espírito mais maluco, renegado e caótico que está adormecido em todos nós, somente assim podemos criar e transformar! As pessoas que são loucas o bastante para achar que podem mudar o mundo são as que realmente mudam.


5 - Be Grotesque - Inspirar atitudes e pensamentos subversivos.

Quando ouvimos a expressão "Isso é Feio" imaginamos algo estranho, bizarro ou ridículo, não é!? No The Ugly Lab, defendemos que todas as pessoas precisam exercitar a expansão de repertório e experiências para se afastar do senso comum. Às vezes, o estranho, bizarro e ridículo são soluções para desafios que os negócios tradicionais não conseguem tocar. Entender a origem daquilo que desperta incômodo e todo o seu desdobramento contemporâneo é um puta de um desafio e deixamos aqui o convite.


6 - Provoke Yourself - Provocar para fugir das respostas óbvias. 

As coisas não estão mudando? Ok, mas você já se provocou hoje? Nossa criança interior é um moleque irritante de 8 anos que adora perturbar o status quo. Pegamos pesado e falamos coisas que realmente incomodam para nós mesmos - A gente coloca o dedo na ferida! Se isso não acontecer, todas nossas respostas serão óbvias, toda ideia vai se limitar a um debate estreito onde nada evolui. Não estamos romantizando descontroladamente a crítica pessoal, apenas te provocando.


7 - Everyone Contribues - Boas ideias simplesmente unem.

O que as pessoas da sua equipe amam fazer? Aprender o que as pessoas gostam e como estão se sentindo é fundamental para fortalecer um ótimo trabalho colaborativo. Fortalecemos a cultura das boas ideias através do encorajamento do descobrimento, não importa quem está no seu time, todos precisam compartilhar desejos, necessidades e dores. Ah! Lembrando que trabalho colaborativo jamais será desculpa para fugir das nossas responsabilidade individuais. Construa uma tribo.